Garoto sequestrado está solto e família não pagou resgate e, P. Porã.

Campo Grande(MS) –  Rodolfo Daltro, titular  do SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Ponta Porã afirmou que não houve pagamento pela liberação de Pedro Urbieta de Souza, 12, sequestrado por trio encapuzado na manhã de quinta-feira (17) na região central de Ponta Porã e liberado no final da noite do mesmo dia.Conforme o delegado, existiram pelo menos dois contatos dos autores com familiares, porém, nada foi entregue.

O menino é de família influente na região, filho de Alexandre Reichardt de Souza, dono de uma loja de materiais de construção em Pedro Juan Caballero, sobrinho do ex-prefeito da cidade, Bruno Reichardt, e do ex-ministro do Paraguai, Paulo Reichardt. De acordo om Daltro, houve uma grande mobilização das forças policiais para que o menor fosse solto, o que pode ter feito os sequestradores recuarem diante das pedidas.

Além dos órgãos de segurança da fronteira, agentes do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate) de Campo Grande e da Polícia Nacional do Paraguai, onde informações apontavam a estadia do grupo após o rapto, atuaram na ocorrência. Urbieta foi deixado em matagal no território paraguaio, porém, os criminosos conseguiram escapar. Apesar do final feliz para a família do adolescente, a polícia continua trabalhando no caso na tentativa de localizar e prender os suspeitos. Com informações do Dourados News.

Da redação

Foto; Divulgação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here