Museu apresenta filmes sobre a história do Rádio entre 11 a 15 de setembro.

Campo Grande(MS) – A partir de segunda-feira, dia 11, o Museu da Imagem e do Som promove o CineMIS Especial, que vai comemorar o mês do radialista. A programação segue até sexta-feira, dia 15.As exibições vão acontecer sempre às 19 horas e são gratuitas, conforme a Fundação de Cultura de MS. Serão cinco filmes com abordagens sobre a mídia. A ideia é debater e refletir o papel da imprensa na sociedade.Além disso, ainda conforme a Fundação, a mostra é forma de reconhecer a radiodifusão como um meio de comunicação e parte da história do Estado.A programação é promovida em conjunto com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão, Televisão, Publicidade e Similares.

Confira os filmes que serão exibidos – sinopses retiradas da Fundação de Cultura.

Segunda – Rádio Nacional (2011) – Paulo Roscio – Documentário sobre a Rádio Nacional do Rio de Janeiro, a principal emissora da Era de Ouro do rádio brasileiro a partir de depoimentos de personalidades que fizeram sua história. Destaque para os funcionários que foram demitidos da rádio após o golpe civil-militar de 1964, mostrando a influência política nos rumos de um meio de comunicação. (80 min).

Terça – A Era do Rádio (1987) – Woody Allen – Comédia baseada na Era de Ouro do rádio norte-americano, nos anos 1930 e 1940, a partir das lembranças de um garoto e sua família de origem judia. Destaque para a famosa encenação da Guerra dos Mundos, por Orson Welles, numa rádio de Nova Jersey e que causou pânico generalizado na população e o quanto o rádio fez parte de milhões de vidas no século 20. (88 min).

Quarta – Uma Onda no Ar (2002) – Helvécio Ratton – Drama baseado na história real da Rádio Favela de Belo Horizonte e sua trajetória desde os anos 1980, quando era uma emissora pirata, até sua autorização como rádio educativa. Destaque para a realidade de uma comunidade carente da capital mineira e seu dia-a-dia materializados na luta dos idealizadores pela manutenção da rádio contra um sistema que os oprime. (1h30min).

Quinta – Verdades que Matam (1988) – Oliver Stone – Drama que conta a história de uma estrela do rádio no Texas (EUA) que, prestes a ter seu programa veiculado em rede nacional, convive com um público cada vez mais agressivo e violento. Destaque para a relação comportamental entre o locutor de rádio e seus ouvintes, mostrando o quanto as pessoas são influenciadas pelo poder dessa mídia. (1h50min).

Sexta – Bom dia, Vietnã (1987) – Barry Levinson – Comédia dramática que conta a história de um radialista convocado para comandar o programa de rádio das forças armadas americanas no Vietnã e que ganha imensa popularidade dos soldados ao mesmo tempo que é alvo da inveja do seu superior. Destaque para o aspecto subversivo do rádio, que desafia hierarquias e convenções. (2h10min). O MIS está localizado no Memorial da Cultura, na avenida Fernando Correa da Costa, 559, no Centro.

 

Da redação

foto Divulgação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here