OUÇA: Selo de certificação da Agricultura do MS Serve de modelo e vira lei em Mato Grosso.

Campo Grande(MS) – Um mecanismo que garante a procedência dos hortifrutigranjeiros , produzidos no Estado, é o desejo dos pequenos produtores e a salvação para a economia das cidades. É o caso de,  Eloisa Oliveira que está no  mercado de produtos orgânicos há 9 anos. Segundo ela, antes,  toda a produção era para subsistência e depois com a aquisição de um selo de certificação  e que a família começou a comercializar. A Agricultora  quer apostar ainda mais na produção e  venda dos orgânicos. Jose Roberto de Oliveira, do assentamento Conquista, também está na produção de hortaliças  há 17 anos  e conta com o  selo de Certificação do Ministério da Agricultura. Para Jose Roberto, os orgânicos tem mercado garantido.

O Médico Veterinário Rodrigo Olegário, criou o selo de certificação da Linguiça de Maracaju, em  2011  e depois do selo para os produtos da agricultura Familiar. O programa rendeu prêmio Nacional do SEBRAE de Prefeito empreendedor para o município; Hoje Olegário  é  consultor e  percorre  todo o Brasil,  para  explicar através de palestras,  como capacitar e qualificar a produção dos pequenos, com, apoio do Estado.  Tanto que,   o governo do   Mato Grosso resolveu implantar uma lei sobre a certificação para produtos de origem animal e vegetal, copiando as técnicas aplicadas aos produtores de Maracaju.

Rodrigo Olegário avalia que o Estado Vizinho visualizou  mercado promissor   e assim que a lei foi aprovada providenciou o levantamento de uma central de  venda nos moldes da CEASA – Central de abastecimento em  Cuiabá. Para Thales de Souza Campus, presidente do Conselho Regional de Economia, a força do pequeno empresário na produção de alimento orgânico é a saída para a crise das cidades.  O Economista,  disse também que a única resistência ao homem do campo  é o clima. Ouça a reportagem.

João Flores Junior

Foto. Rádiowebms.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here