Agente Penitenciário que matou pedreiro em fila de banheiro, ganha liberdade.

Campo Grande(MS) – Joseilton de Souza Cardoso, 34, o agente penitenciário federal que matou à tiros o pedreiro Adílson Silva Ferreira dos Santos, 23, deixou a sede da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate  na tarde terça-feira (10), Pela porta dos fundos, no banco traseiro de uma CRV Honda,  Ele recebeu liberdade provisória após decisão do juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri. O agente vai cumprir duas medidas cautelares. Ele terá que manter endereço fixo, emprego fixo e se apresentar em juízo, mensalmente. Além disso, não poderá usar armas até o fim do julgamento. Advogado do agente, José Roberto Rodrigues da Rosa não quis comentar sobre a proibição do uso da arma. O crime aconteceu no camarote do show de Henrique e Juliano, realizado no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês, no dia 24 de setembro.  Adílson foi assassinado com um tiro no peito, e Joseilton foi preso em flagrante logo depois, e disse que agiu em legítima defesa. A pistola ponto 40 usada por ele foi apreendida.O delegado Reginaldo Salomão, que atendeu o caso no domingo, relatou que o agente justificou o disparo como “ato de memória muscular”, uma reação automática devido aos treinamentos realizados na academia para reprimir agressões.

Da redação

foto Divulgação Rede Social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here