Imasul e Defesa Civil começam, a retirar ribeirinhos as margens do Taquari.

Campo Grande(MS) – Uma ação integrada entre IMASUL  – Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul e Defesa Civil permitiu ao Estado alertar população ribeirinha do Rio Taquari para a cheia do rio, que transbordou no fim da tarde desta terça, dia 28, depois   desubir 80 cm em pouco menos de 12h.Um Aviso de Evento Crítico foi emitido pela Sala de Situação do Imasul, comunicando a Defesa Civil que as leituras dos níveis do Rio Taquari emitidas da Plataforma de Coleta de Dados- PCD, em Coxim, indicavam que já havia sido atingido o nível de emergência do rio, “com potencial para provocar significativos danos materiais e com risco a integridade humana nas próximas 24 horas”.

Para o Secretário de Desenvolvimento Ecônomico, Jaime Verruck esse trabalho integrado mostra que o Estado está preparado para a prevenção.

Segundo o monitoramento realizado pelo Imasul, às 7h de segunda-feira (27), o nível do Rio Taquari estava em 411 cm. Vinte e quatro horas depois, às 7h desta terça, as águas já haviam subido 11 cm, atingindo a marca de 422 cm. Já às 18h30 de hoje, o rio já marcava o nível de 502 cm, com elevação de 80 cm em 11h30, continuando em ascensão.Com a rápida subida do rio Taquari, casas e instalações lindeiras ao curso hídrico já começaram a ser invadidas pela água. Com informações da Subsecom

 

Da redação

Foto Divulgação.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here