OUÇA: Seis pessoas tiveram queimaduras na passagem de ano e estão na S.Casa.

Campo Grande(MS) – Do dia 29 de dezembro do ano passado ao dia primeiro de Janeiro, seis pessoas tiveram queimaduras graves por conta do uso inconsequente de fogos de artifício e materiais inflamáveis para acenderem churrasqueiras e outros utensílios de culinária. As  seis tiveram  queimadas pelo uso de fogos de artifícios, dos quais dois seguem internados. Um deles teve o dedo polegar amputado e o outro paciente perdeu três dedos da mão direita. A  ala de queimados do hospital recebeu uma paciente de Ponta Porã, de 30 anos, que teve 15% do corpo queimado  por causa da explosão de álcool ao assar bife na chapa. De acordo com  enfermeira assistencial do setor, Maria Aparecida da Silva Martins, em depoimento concedido a Rádiowebms, o acidente mais comum  é com o bife na chapa..

Quem passa por queimaduras fica traumatizado e recebe toda a Assistência na Santa Casa. Daiane  Santos Silva  28 anos  mãe do bebê Tiago de um ano e meio teve queimadura quando estava na cozinha com o pai ..Depois do  acidente Daiane, aconselha ..

O tratamento de uma grande queimado dura até três meses e é um trauma para o resto da vida. Então é preciso conscientizar as pessoas para que não usar  álcool e evitem que uma comemoração se torne uma tragédia”,  orienta  enfermeira da santa Casa. Maria Aparecida da Silva Martins. Ouça a reportagem da Rádiowebms.

João Flores Junior

Foto Assessoria de Imprensa da Santa Casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here