Governo anuncia vacina contra Febre Amarela fracionada para 17 milhões de pessoas.

Campo Grande(MS) – Treze pessoas morreram ano passado no Estado de São Paulo por causa da Febre Amarela, e em fevereiro o governo Paulista começa ampla campanha de combate a doença. Em Minas Gerais são três mortes suspeitas da doença, o Estado organiza força tarefa para evitar surto da doença como aconteceu em 2017.

O Ministério da Saúde anunciou  medidas de combate a doença e apresentou dados  da febre amarela de  2017 e ações combater a doença.  O chefe da sociedade Brasileira de Virologia Dr Mauricio Nogueira e  chefe do laboratório de Virologia da faculdade de medicina da cidade de São Jose do Rio Preto, acompanha os casos que podem chegar a outros Estado.

De acordo com ele, a  vacinação é sugerida pelas autoridades desde 2017. E agora poderá ser feita nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. E quem receber a vacina contra a febre amarela de forma fracionada, deve ser reforçada no futuro.  A vacina fracionada foi sugerida por falta do remédio na África. O remédio  faz efeito por volta de 10 dias. E a eficácia da vacina depende do tipo da doença.

A vacina pode ser aplicada em pessoas aos 9 anos.  Dr Mauricio Nogueira detalha  os sintomas da febre amarela e revela que depois de pegar a doença a pessoa fica amarela e demonstra os danos causados no  fígado. Quem tomou a vacina ha dez anos,  está imunizado da febre amarela. No Brasil 40 milhões de pessoas precisam ser vacinadas contra a doença, que  já foi registrada em Natal Bahia Baixada Fluminense   e em São Paulo. Maurício Nogueira falou com a Rádio CBN.

Da redação.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here