OUÇA: Depois de ouvir Lucas, câmara vai obedecer a justiça e regimento interno.

Campo Grande(MS) – O vereador Lucas de Lima (SD)  pretende   recurso na  Justiça Federal para que crime que ele fora condenado prescreva. Com isso, fica afastado o risco de perder seu mandato. O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, João Rocha (PSDB)  espera pela defesa jurídica de Lima , que  pode acontecer até  dia 19 de fevereiro.  Pela lei, ele tem 15 dias para apresentar Recurso. João Rocha falou com a imprensa na manhã de quinta feira(01-02) quando participou de solenidade promovida pela Fundação Municipal de Esporte, FUNESP na sede da Esplanada da Rede Ferroviária Federal na avenida Calógeras, centro de Campo Grande.

A defesa Jurídica do  vereador espera que  a Justiça Federal decida por decreto que o crime cometido por ele seja prescrito. Isso porque, em dezembro de 2017, o vereador entrou com ação na Justiça fazendo o pedido. De acordo com advogado de Lucas, Jean Carlo, é possível que ele perca o mandato agora, mas consiga recuperar mais tarde, se a prescrição for concretizada.

Na penúltima semana de janeiro, a juíza May Melke Amaral Penteado Siravegna, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, deferiu parcialmente ação popular com pedido de liminar que propunha a suspensão dos benefícios e afastamento do vereador, condenado em 2012 por apropriação indébita. O presidente da câmara de vereadores  explica. A Rádiowebms ouviu o vereador João Rocha presidente da câmara de Vereadores de Campo Grande.

 

João Flores Junior

Foto Divulgação.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here