Garras flagra quadrilha de roubo de gado em Ribas, Bandeirantes e São Gabriel.

Campo Grande(MS) – Uma quadrilha especializada no furto de gados foi presa em Bandeirantes – a 70 quilômetros de Campo Grande – ao deixar uma fazenda com duas carretas carregadas de animais da propriedade. O grupo identificado por policiais do  Garras, Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros Genivaldo José de Almeida, 42 anos, Edvaldo Ortiz, de 49, Simão Oliveira da Costa, de 26 anos, Marcelo Gomes da Silva, de 24, Nilo Cunha, de 54 anos e Sergio Luis de Barros, de 45 anos, foram presos em flagrante na madrugada de domingo para segunda-feira (9).De acordo com o delegado Fábio Peró, a primeira denúncia envolvendo a quadrilha aconteceu em janeiro deste ano. Na data, foram furtadas 50 cabeças de gado de uma fazenda em Ribas do Rio Pardo. As investigações levaram a polícia a um depósito clandestino em Rancharia, no Estado de São Paulo, onde 34 animais foram recuperados. As investigações continuaram e na semana passada, denúncias de que um novo furto aconteceria em Bandeirantes chegaram aos policiais da especializada. Equipes do setor de combate ao abigeato da delegacia foram ao município e montaram barreira em uma estrada vicinal próximo a fazenda alvo dos bandidos.

Os policiais viram o momento em que os suspeitos chegaram ao local com uma caminhonete Hilux branca e duas carretas. De onde a equipe estava ela ouviu os peões gritando para o gado e o rebanho entrando nas carretas”, relatou o delegado.

Uma barreira foi montada na estrada assim que os veículos deixaram a fazenda e os suspeitos abordados. Segundo Peró, os motoristas tentaram fugir, mas acabaram presos em flagrante pelo crime. Até o momento, o Garras já apontou a quadrilha como responsável por outros dois furtos, um deles na mesma fazenda em que os suspeitos foram flagrados neste fim de semana. Na data, os bandidos levaram 20 cabeças de gado. A policia investiga furtos em Camapuã, Bandeirantes, São Gabriel do Oeste e Ribas do Rio Pardo, que podem ter sido cometido pelos mesmos suspeito. Durante as ações, os policiais ainda encontraram uma espingarda calibre 24 na casa de Simão, que foi indiciado por porte ilegal de arma. Ele e o resto da quadrilha vão responder por organização criminosa, furto qualificado e desobediência. Com Informações da Assessoria de Imprensa da Policia  Civil

Da redação

Foto Divulgação PC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here