OUÇA:Governo do MS decreta situação de emergência por causa de desabastecimento.

Campo Grande: Para garantir a ordem pública e para que o cidadão tenha seus direitos como acesso a serviços essenciais assegurados, o governador Reinaldo Azambuja assinou na terça-feira (29) o decreto de Situação de Emergência, que deve durar até que a  situação seja normalizada. O Estado já enfrenta problema de desabastecimento nos supermercados e postos de combustíveis e a suspensão de alguns serviços na área da saúde.

De acordo com o governo, trinta cidades estão sem combustíveis e outras localidades podem ser afetadas. As  Santa Casas de Campo Grande e Corumbá suspenderam a realização de  Cirurgias Eletivas, aquelas que não são de emergências . O governo reconhece ainda risco de desabastecimento de medicamentos  e insumos na  área da Saúde, alimentos e gás de  cozinha. Outro prejuízo por causa da falta de transporte de caminhões,  é  a morte de aves e suínos por causa da falta de rações em várias localidades.

Sem a matéria prima para produtos de consumo, as indústrias que estavam em atividades pararam e anunciam prejuízo de R$ 100 milhões de  Reais por dia.  Além de conceder férias forçadas para 120 mil trabalhadores.

No decreto, o governo do Estado, informa que discute a legitimidade do movimento dos motoristas autônomos, que chega ao  nono dia de greve.  E informa que providencia medidas  necessárias para proteger e garantir direitos  da população.  O documento finaliza destacando que é dever do Estado,  não permitir  redução de estoques de materiais que coloquem em risco direitos básicos da população e da vida das pessoas.

O decreto  é assinado pelo governador Reinaldo Azambuja na terça feira dia 29 de ,Maio de  2018.

 

Da redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here