Deputados aprovam projeto que diminui o índice de cobrança do Diesel no Estado.

Campo Grande(MS) – Depois de muitos debates,  deputados  aprovaram na sessão ordinária e extraordinária de  terça feira  em duas votações  o projeto do Governo do Estado que reduz o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, ICMS  do óleo diesel de 17% para 12%.

Diferente da medida aprovada em 2015 agora a redução  de imposto por tempo indeterminado. Na prática, de acordo com o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência), a redução deve representar um desconto de 18 centavos na bomba que vão somar aos 46 centavos da redução de imposto federal, o que representaria menos 64 centavos nas bombas. Mas nas contas do governo o valor deve ficar em torno de 60 centavos a menos.

O texto foi entregue hoje  pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) em reunião com deputados e representantes  do Sinpetro,  Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária), OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul), Procon (Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor), além de representantes da classe dos caminhoneiros e de distribuidoras de combustíveis.A proposta foi aprovada depois de acordo ce  lideranças e  incluída em regime de urgência para votação em  duas sessões extraordinárias.

O presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Junior Mochi (MDB)  anunciou a entrega do  projeto depois de aprovado por  20 votos  ao governador. Para  João Grandão (PT) “apesar de ser da oposição, não colocou impecílio na proposta. Já o deputado Paulo Siufi (MDB)  disse que a redução é importante para o setor produtivo e consumidores. E  gostaria que também houvesse redução do preço de outros itens como: álcool, gasolina e gás de cozinha. Zé Teixeira (DEM) destacou que a medida do governador será importante para o setor industrial e produtivo.

Da redação

Foto Francisco Ribeiro. Subcom .

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here