Professor é condenado a 64 anos de prisão pela morte de Kaun dos Santos.

Campo Grande(MS) –  Deivid Almeida Lopes, 38 anos foi condenado a mais de 66 anos de prisão em regime fechado pelo estupro e morte do menino Kauan Andrade Soares dos Santos, então com 9 anos. A  sentença foi proferida na tarde desta quinta-feira (28/06) pelo juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 7ª Vara Criminal de Campo Grande.

O professor foi condenado à pena total de 64 anos, 11 meses e 6 dias de reclusão, 1 ano e 3 meses de detenção, 15 dias de prisão simples e o pagamento de 32 dias-multa em regime fechado pelos crimes de estupro de vulnerável com resultado morte, por vilipêndio de cadáver e ocultação de cadáver, além de outros dois estupros de vulnerável, exploração sexual de adolescentes, armazenamento de material de cunho pornográfico envolvendo adolescente e importunação ofensiva.

Condenações:

– pena de 18 anos e 8 meses por dois estupros de vulnerável;
– pena de 22 anos e 3 meses pelo estupro de vulnerável com resultado morte, vilepêndio de cadáver e ocultação de cadáver (todos em relação ao menino desaparecido);
– pena de 24 anos, 3 meses e 6 dias por 5 crimes de exploração sexual de adolescentes.

Da redação

Foto Saul Scharamm/Arquivo Jornal O Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here