OUÇA: Unidade do Trauma depende de R$ 6 milhões e 200 mil do Ministério da Saúde para funcionar.

Campo Grande(MS) – Tanto o governador Reinaldo quanto o prefeito Marcos Trad são cobrados pela comunidade, sobre o não funcionamento do hospital do Trauma, já inaugurado junto a Santa Casa. O Caso foi relembrado em agenda pública,  domingo (1º), pelo governador e prefeito. Ambos relataram ter concluído exigências do governo federal, a  promessa de repasse foi  feita em  março  deste ano pelo ministro da Saúde à época, Ricardo Barros.

O secretário,  Carlos Alberto Coimbra, da pasta de Saúde,  explicou que a negociação teve sucesso durante sua visita ao ministro, na semana retrasada em Brasília (DF). Presidente da ABCG (Associação Beneficente Campo Grande), Esacheu Nascimento havia adiantado  30 pacientes  para a enfermaria da unidade do trauma a partir de segunda-feira (2). A medida seria para ocupar  novo espaço enquanto o repasse federal não sai, liberando assim leitos para o atendimento de outras especialidades.  Anexo a Santa Casa, o Hospital do Trauma teve obras retomadas em junho de 2016. Foram quase 20 anos até que sua estrutura fosse concluída para oferta de 100 leitos de internação, 10 UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), cinco salas cirúrgicas, duas para pequenos procedimentos, três para observação com 15 leitos, além de outras dedicadas a odontologia, radiologia, fisioterapia, reabilitação e consultórios. Existe ainda uma área para recebimento de ambulâncias e estacionamento.

Da redação

Foto Divulgação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here