OUÇA: Sem abono, servidores podem entrar em greve no administrativo da Educação.

Campo Grande(MS) – Trabalhadores administrativos da educação em Mato Grosso do Sul vão realizar uma assembleia para decidir se entram ou não em greve. O motivo é que eles esperavam do Executivo o envio de projeto de lei para incorporação definitiva do abano salarial na tabela inicial de salários da categoria.  Os deputados deveriam aprovar o projeto na sessão de quarta feira,  mas o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) não enviou. A presidente da Federação dos Trabalhadores em Educação (Fetems), Sueli Veiga disse que o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, ligou para ela informando que não haveria acordo em relação a incorporação definitiva do abono aos salários, porque o prazo para a aprovação está inspirado. Os  trabalhadores do setor Administrativo devem se reunir para decidir qual será o caminho e uma paralisação  não está descartada.

Todos os deputados disseram que votam a favor  da aprovação do abono que recebem abaixo do valor do salário Mínimo. Amarildo  Cruz avalia A última sessão ordinária da Assembleia acontece nesta  quinta feira e depois os deputados voltam em Agosto.

João Flores Junior

Foto Victor Chileno/ Assessoria Assembleia.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here