OUÇA: Mais de 6 anos sem obra, e prefeito não se interessa em novo Ginásio em Maracaju.

Campo Grande(MS) – Maracaju considerada a quinta economia de Mato Grosso do Sul, recebeu obras importantes  nas  administrações dos exs  prefeitos, Reinaldo Azambuja e Celso Vargas que serão lembrados pelas obras de relevância deixadas para a população. Hoje a cidade é governada pelo Dr Maurílio Ferreira Azambuja(MDB) que em seis anos, ainda não conseguiu terminar sua principal obra anunciada em campanha eleitoral, o levantamento de um pronto Socorro Municipal e  uma maternidade.

As obras realizadas na cidade como implantação de rede de esgoto, Estação de Tratamento, recapeamento das principais avenidas da cidade, ligação pelo asfalto da Estrada da Água Fria, reforma de escolas e implantação de novos semáforos e reordenamento no Transito contam com recursos do Estado. E Ainda o levantamento de  38 casas do programa Lote Urbanizado. O programa começou em 2015 e só agora foi aceito pela atual administração depois da adesão de mais de 40 cidades.  Nem mesmo o terminal de passageiros, que deveria estar funcionando desde junho aniversário da cidade, dia 11 de junho,  ainda sem data para entrar em atividade.

O ex prefeito Celso Vargas(SD) quando deixou a administração anuncia que havia emenda do deputado Federal Dagoberto Nogueira(PDT) de R$1,6 milhão de um total de mais recursos para o levantamento de um Ginásio de Esportes a ser  construído  no Bairro Paraguai. O atual prefeito não se interessou. Agora Novamente o Governo do Estado quer levantar um novo Ginásio em Maracaju, mas ao que parece não há interesse da prefeitura. Marcelo Miranda, presidente da Fundesporte, deixa claro em depoimento concedido á Rádiowebms, que  a iniciativa e o interesse devem ser das autoridades locais. E que a cidade não vai ter o empreendimento se não quiser. Ouça a reportagem da Rádiowebms.

João Flores Junior

Foto Divulgação Assessoria de Imprensa da prefeitura de Maracaju.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here