OUÇA: BBCA poderá ter aporte menor e ainda sem data para processar milho.

Campo Grande(MS) – Com obras paradas  a construção da indústria de processamento de milho da chinesa BBCA  gera  incertezas. O empreendimento em Maracaju – distante 162 quilômetros de Campo Grande –  anunciou a movimentação de  US$  de mais de 1  bilhão  (aproximadamente R$ 3 bilhões), mas acumula série de atrasos para conclusão da planta. Fruto de um acordo de cooperação firmado entre o governo do Estado, o Banco de Desenvolvimento da China (CDB) e o Grupo BBCA, a indústria esmagadora de milho começou a ser edificada em uma área de 320 hectares. A unidade terá capacidade para processar até 1 milhão e  duzentas  toneladas de grão. Quando iniciar a operação, a fábrica deve gerar em torno de mil empregos – 600 diretos e 400 indiretos.

O secretário de Desenvolvimento Econômico Jayme Verruck falou com a Rádiowebms que as autoridades de Maracaju procuram o Estado para que os incentivos concedidos á indústria sejam mentidos. Jaime Verruck confirma que o Estado também está preocupado com o empreendimento e que a intenção da empresa é levantar uma unidade com aporte menor, Verruck tem esperança no projeto.

Já, o secretário  de governo da prefeitura de Maracaju Frederico Felini lembra que o projeto é da iniciativa  privada e que não esta totalmente parado. Ouça a reportagem da  Rádiowebms.

João Flores Junior

Foto; Maracaju em Foco

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here