OUÇA: Encontro vai debater politica para saúde mental para salvar jovem do suicídio.

Campo Grande(MS) – Três em cada cem brasileiros precisam de atenção à saúde mental,  os dados são do  Ministério da Saúde. Em  Mato Grosso do Sul o índice de mortalidade por suicídio é maior que a média nacional. Jovens estão sem esperança e sem senhor  se matam sem explicações e as vezes sem receber  qualquer atenção medica psiquiátrica, Valkes Jaques  Vargas, presidente do Sindicato  dos Psicólogos  de Mato Grosso do Sul, reconhece que as necessidades e as frustrações provocam reações emocionais que podem ser agravadas se não tratadas a tempo. Atenção redobradas com jovens e adolescentes que não se expõe publicamente, não sabem lidar com a perda e se acham poderosos por traz da rede social . Valkes Vargas,  destaca que a geração de jovem e adolescente é reflexo da sociedade.

Para Valkes, o poder da palavra pode matar ou salvar uma pessoa. Para o psicólogo, o histórico de jovem que tenta se matar  é de uma pessoa que  perdeu a esperança de sonhar e ainda no Brasil.

Através da emenda constitucional 95 O governo congelou   dinheiro para a saúde, assistência social, educação e outras políticas sociais por 20 anos; diante da realidade e destacando o Dia Nacional da Saúde (5 de agosto) e o Dia da/o Psicóloga/o (27 de agosto), a Assembleia Legislativa Sul com a proposição do deputado  Pedro Kemp, e o Sindicato das/os Psicólogas/os de Mato Grosso do Sul e  do – Conselho Regional de Psicologia – 14ª Região/Mato Grosso do Sul, anunciam a  Audiência Pública “A Política de Saúde Mental e a atuação das Psicólogas e dos Psicólogos. A reunião pública será as treze horas e trinta Minutos desta quinta feira dia 9 de agosto.

A Rádiowebms falou com Valkes Jaques  Vargas, presidente do Sindicato  dos Psicólogos  de Mato Grosso do Sul. Ouça a reportagem da Rádiowebms.

João Flores Junior

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here