OUÇA: Educadores protestam contra emenda 95 que tira investimentos de programas.

Campo Grande(MS) – Com  74 sindicatos, a Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems)  calcula que  90% das escolas estaduais e municipais  param as atividades  nessa sexta-feira (10), marcado pelo “Dia do Basta!” quando os profissionais da educação  se manifestam   contra retirada de direitos do setor. De acordo com a presidente da Fetems, Sueli Veiga, quase 800 escolas municipais e estaduais confirmaram presença na manifestação em Campo Grande e algumas farão reivindicações e paralisações em seus próprios municípios. Sueli  Veiga  falou com a Rádiowebms sobre a manifestação do dia Nacional do Basta  através da emenda 95  aprovada no final de  2016 pelo presidente Temmer que congela por  20 anos recursos para os programas sociais como Saúde Educação, Previdência,  Segurança e Assistência social e a reforma trabalhista

Sueli Veiga disse ainda que a reforma penaliza  o trabalhador até na hora de mover ação judicial . Sueli revela ainda que a categoria ´questiona retirada de investimento na educação e ainda a terceirização do ensino ..

Ainda conforme Sueli,  as aulas não devem parar  em Iguatemi, Camapuã e Corumbá . São  365 escolas do Estado e umas 400 municipais  um total de   Oitocentas.  Em  Dourados a manifestação será local.  Em Campo Grande, o ato reunirá trabalhadores da Capital e do interior. A concentração será às 9h, na Praça do Rádio Clube e em seguida sairão em passeata pelo Centro, com retorno e fechamento na praça. A decisão dos educadores de Campo Grande foi tomada por unanimidade, durante Assembleia Geral no Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação (ACP). Na sequência, em assembleia na Fetems, todos os delegados de Mato Grosso do Sul também aprovaram, de forma unânime, a participação no dia de protesto. Ouça a reportagem da Rádiowebms.

Da redação

Foto Divulgação.

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here