Suplentes ligados a Murilo assumem e decidem eleição a favor de Alan Guede

Campo Grande(MS) – O vereador Alan Guedes (DEM) foi eleito na tarde desta quinta-feira (13) presidente da Câmara Municipal de Dourados. A polêmica eleição somente foi possível com a presença de Toninho Cruz (PSB) e Marcelo Mourão (DEM) que assumiram nos lugares de Pedro Pepa (DEM) e Pastor Cirilo (MDB) afastados por decisão da Justiça. Pepa, Cirilo e Idenor Machado (PSDB), além de Dirceu Longhi (PT e também afastado já que era primeiro-suplente) estão presos a mais de uma semana acusados de praticar de esquema que fraudou licitações na Câmara Municipal.

Com  16 vereadores e depois 17, com o afastamento voluntário de Idenor dando lugar a Maurício Lemes (PSB), criou-se um impasse e em três oportunidades a eleição da Mesa Diretora não foi eleita em sessões extraordinárias. Não era possível formar maioria de 10 vereadores para decidir, já que o placar estava 8 a 8 e depois 9 a 8 para Pepa. Além de Alan, foram eleitos pela chapa 2 Elias Ishy (PT) vice-presidente, Sergio Nogueira, primeiro-secretário, e Daniela Hall, segundo- secretário.

A chapa 1, que era encabeçada por Pepa, tendo com Junior Rodrigues (PR) vice, Silas Zanata (PDT) primeiro-secretário e Pastor Cirilo segundo secretário foi extinta com o afastamento dos encarcerados na Penitenciária Estadual de Dourados. Os vereadores da chapa 1 tentaram modificar o regimento interno para permitir a substituição deles, mas os requerimentos foram derrotados em plenário por 10 a 9.Os votos de Toninho e Marcelo foram decisivos para a vitória da chapa 2. Ambos são ligados politicamente ao vice-governador eleito Murilo Zauith, do DEM. Com informações da Folha de Dourados.

Da redação

Foto Divulgação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here