Atentado no Paraguai foi mensagem para quadrilha de Zacarias

Campo Grande(MS) – Três dos cinco veículos usados no ataque a bombas e tiros contra casas e uma loja do clã de Zacarias Alderete Peralta em IPERRÚ , no Paraguai, foram encontrados queimados na manhã de quarta-feira. O  delegado regional adjunto em Ponta Porã Mikail Faria disse que duas caminhonetes e uma Blazer foram incendiadas e abandonadas em uma estrada de terra e na rodovia estadual de acesso a Paranhos. Uma caminhonete foi queimada no meio da pista da MS-295, que liga Paranhos à MS-156. Outra caminhonete e a Blazer foram queimadas juntas, na MS-165, uma estrada de terra conhecida como Linha Internacional, que divide os dois países. A polícia ainda não identificou a procedência dos veículos, mas a principal suspeita é que sejam os carros usados no ataque a três casas e a uma revenda de veículos pertencentes ao traficante Zacarias Alderete Peralta. As 3h30 da madrugada de quarta feiram  30 homens armados com fuzis e granadas, ocupando cinco caminhonetes, invadiram a cidadezinha de Ipejhú, vizinha de Paranhos (MS).

 

Veiculo foi abandonado queimado como prova do ataque na cidade Paraguaia.

 

Com rajadas de tiros e granadas, eles colocaram fogo nas três casas e na loja Tatto Veículos, onde 16 carros foram destruídos. A filha de Zacarias, Rosana Antonia Alderete Peralta, a nora Aline Bittencourt Martinez e o neto, de seis meses de vida, estavam em uma das casas quando os bandidos chegaram e foram acordados pelos tiros. Os três foram levados para a frente da residência enquanto a quadrilha destruía o local com bombas. Os bandidos pouparam a vida das mulheres e da criança, porque o alvo seriam Zacarias e seus filhos, segundo policiais paraguaios. Aline é mulher de Diego Zacaria Alderete Peralta, filho de Zacarias e um dos sobreviventes da chacina ocorrida em 19 de outubro de 2015 em Paranhos. Naquele dia, pistoleiros em duas caminhonetes dispararam  cem tiros em um grupo que estava numa padaria na área central de Paranhos. Morreram Bruno Vieira de Oliveira, 26, Mohamed Youssef Neto, 31, Rodrigo da Silva, 28, Denis Gustavo, 24, e Arnaldo Andres Alderete Peralta, 32, filho de Zacaria. Anderson Cristiano, 27, e Diego Zacaria Alderete Peralta, 26, sobreviveram, mas Diego teve a perna amputada. Para policiais paraguaios que atuam na Linha Internacional, o ataque  foi uma mensagem à quadrilha de Zacarias.

Da redação

Foto Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here