Ouça: Coringa dispensa auxilio moradia e vai apresentar 4 projetos na câmara

Campo Grande(MS) – O ex-vereador de Campo Grande, Ademar Vieira Junior, o Coringa (PSD), atual subsecretário de Direitos Humanos, pode gerar um custo de até R$ 107.942,84, por um mês, para assumir a vaga deixada pelo deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), que tomará posse como ministro da Saúde, no governo de Jair Bolsonaro (PSL).

O deputado federal Fábio Trad (PSD), atual suplente do ministro de Governo Carlos Marun (MDB), vai assumir a vaga de Tereza Cristina (DEM), que tomará posse como ministra da Agricultura. Coringa é o 1º suplente de Mandetta,  por ter recebido 15.738 votos nas eleições de 2014. Mandetta não tentou a reeleição neste ano, mas foi convidado por Bolsonaro ao Ministério.

A posse será no dia 1º de janeiro, porém, a legislatura dos cargos eleitos em 2014 termina  no  dia 31 de janeiro, período de recesso. Os deputados federais eleitos em outubro deste ano serão empossados no dia 1º de fevereiro de 2019.   Coringa vai movimentar  R$ 33,7 mil de salário como deputado; R$ 40.542,84 de cota parlamentar e R$ 33,7 mil de auxílio mudança. O valor de auxílio-mudança serve para pagar caminhão de transporte  sendo custeado uma vez ao parlamentar. O parlamentar só não recebe esse auxílio se ele manifestar desejo contrário. Ademar  Vieira Junior informa quais os projetos vai apresentar na Camara federal.

Coringa disse que não pretende se mudar para Brasília, mas para não receber o auxílio-moradia de R$ 33,7 mil ele terá de pedir a renúncia da quantia. Foi o que fez Fábio Trad. Ele comunicou ao presidente da Câmara, deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ), que não quer receber a ajuda de custo.

Da redação

Foto Divulgação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here