Ouça: Descargas elétricas mataram onze pessoas no Estado.

Campo Grande(MS) – Em dezembro choveu  60 milímetros e a expectativa era de que o volume de chuva chegasse a duzentos Milímetros, a ausência deve prejudicar a colheita do milho safrinha e  soja. A  Informação é do Meteorologista Natálio Abrão Filho, do centro de Monitoramento do Tempo da Uniderp/Ahanguera que , anuncia a formação do El Ninõ neste verão.

A ideia é esperar  por mais chuva  em janeiro. Máxima de 30º Celcius na média, e ainda  pode prejudicar a produção de horticultura..De acordo com Natálio, o  El Ninõ deve durar quatro meses.  Ele   explica ainda  que o clima foi irregular em 2018

Segundo o especialista do tempo em 2017  choveu 1.630 milímetros  em 2018, foram  1.100 milímetros. E o Verão continua com chances de enchentes.

Além de danos ao meio ambiente o professor Natalio lembra que o verão é a estação da emissão de raios ultravioletas elevados e ainda a  estação de descargas elétricas.  Foram 103 mortes por  causa de descargas elétricas em todo o Brasil sendo, 11 no Mato Grosso do Sul. Para se proteger a comunidade precisa estar em lugar seguro como dentro de carro ou em residência. Ouça a reportagem.

Da Redação

Foto Divulgação.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here