OUÇA: Corpo de garoto ficou necrosado e causou revolta e tristeza em Jardim

Campo Grande(MS) – Devyd Kelvis, o adolescente de 17 anos que faleceu afogado ao tentar salvar uma criança em área turística da cidade de Jardim, não pode ser velado pela família por falha no procedimento da polícia técnica da cidade de Jardim. A situação causou comoção aos moradores de  Guia Lopes, Jardim,  Caracol, Bela Vista, Bonito, Nioaque e Porto Murtinho, todas situadas na região Oeste de Mato Grosso do Sul;  A Rádiowebms apurou que o profissional que atende a região estaria em férias. E que o cadáver de Deyvid, não teve todos os procedimentos, no IML de Jardim onde não teria passado por resfriamento. Por causa disso o corpo foi transladado para o IML de Dourados. Nadiele Batista dos Santos, sócia proprietária da funerária de Jardim, denuncia a falha do atendimento. De acordo com a empresária o procedimento necroscópico e a liberação do corpo demora até 8 horas.

 

Local onde o menino se afogou na tentativa de salvar criança.

 

Para o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul, SINPOL,  Gian Carlo Miranda  a precariedade no setor de Pericia e a falta de médico Legista existe até em  Campo Grande.O presidente do SINPOL,   acredita que com a realização do concurso público algumas vagas devem ser preenchidas  e o trabalho pode ser melhorado.

O Outro lado ; A Radiowebms tentou por várias vezes falar com a coordenadora Geral de Pericia de Mato Grosso do Sul, Gloria Stusuco Suzuki, mas ela não retornou as ligações. O Adjunto da entidade Nelson Firmino confirma a falta de energia Elétrica no IML de Jardim e que é apurada pela entidade.

João Flores Junior

Foto Divulgação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here