Renan é escolhido mas Simone provoca racha no MDB e defende voto aberto

Campo Grande(MS) – A bancada do MDB no Senado decidiu por 7 a 5 que o candidato do partido à presidência da Casa é o senador Renan Calheiros (AL). A decisão foi tomada em reunião na liderança do partido na noite desta quinta-feira (31).Entre os 13 integrantes da bancada, apenas o senador Jarbas Vasconcelos (PE) não participou da reunião. Ele havia anunciado que votaria em Simone Tebet (MS).

O resultado demonstra um racha na bancada e a força da senadora sul-mato-grossense que, em apenas quatro anos de mandato, construiu uma imagem de credibilidade em Brasília. Simone entrou na disputa propondo a renovação do partido em consonância com o desejo das urnas.

“Me sinto vitoriosa, tive cinco aliados que não me pediram nada porque queriam um outro MDB. Me sinto honrada, fui até o final”, disse. O resultado não representa derrota, pelo contrário. Simone Tebet tem demonstrado posicionamento independente. Ela disse que não vai se lançar em candidata avulsa para disputar a presidência da Casa fora do partido e que vota contra Renan Calheiros. A senadora ainda se posiciona a favor do voto aberto.

“Faz parte do jogo, participei de um processo democrático. Tive a coragem de oferecer meu nome contra Renan Calheiros, sendo a única mulher da bancada”, disse. Com informações da Assessoria de Imprensa do Senado

Da redação

Foto Divulgação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here