OUÇA: Por hora, 500 mulheres sofrem algum tipo de violência no Brasil

Campo Grande (MS)- Dezesseis milhões de mulheres de 16 anos ou mais sofreram algum tipo de violência nos últimos doze meses no país. Isso corresponde a 27% das brasileiras. Desse total 4 milhões e 700 mil relataram ter sofrido empurrão, chute ou batida, o que significa 536 agressões por hora. 42% das mulheres sofreram a violência em casa e 76% afirmou que o agressor era alguém conhecido, especialmente companheiros, ex-companheiros ou vizinhos. Os dados fazem parte da mais recente pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública que avaliou o impacto da violência contra as mulheres no país. De acordo com Samira Bueno, diretora do Fórum, o número de agressores conhecidos das vítimas cresceu de 2017 para cá, o que também indica aumento da violência doméstica.

SONORA

O agressor da designer Marina Fauster era um conhecido, um antigo colega de escola. Marina conta que fez uma reunião de amigos na casa dela e como ficou tarde, ela deixou que ele dormisse na sala da casa dela. Marina acordou de madrugada com rapaz já dentro do quarto.

SONORA

O número de vítimas de assédio também é alto: 22 milhões de mulheres relatam ter sofrido algum tipo de assédio no último ano o que corresponde a 37% do total de brasileiras com 16 anos ou mais. Um dado preocupante da pesquisa, para Samira Bueno, é que mais da metade das mulheres ainda não denuncia ou procura ajuda das autoridades ou até mesmo da família.

SONORA

O levantamento ouviu 2.084 pessoas nos dias 4 e 5 de fevereiro que falaram sobre diversas situações vividas pelas mulheres no decorrer dos últimos doze meses traçando um perfil de quem sofreu atos de violência física e psicológica como assédio, agressão, espancamento, ameaças e ofensa sexual. Com informações da Rádio CBN 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here