Ex companheiro que matou professora com 20 facadas se apresenta

Campo Grande(MS) – Nadia Sol Neves Rondon, de 38 anos, foi morta com mais de 20 facadas e a suspeita é de que o autor do crime tenha sido seu ex-companheiro, que não aceitava o fim do relacionamento. O crime foi em Corumbá, na casa onde a vítima morava, no bairro universitário. A guarnição do Corpo de Bombeiros foi acionada e ao chegar no local, a vítima foi encontrada inconsciente e com,  20 perfurações de faca pelo corpo. Os golpes atingiram as costas, tórax, rosto e braços. Três perfurações de grande profundidade na região lombar e uma no tórax, além de apresentar intensa hemorragia e dificuldade respiratória. Ainda com sinais vitais, a vítima foi encaminhada ao pronto-socorro de Corumbá, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Vizinhos relataram que o autor das lesões teria sido seu ex-companheiro.O crime aconteceu no dia em que a vítima completaria 38 anos de idade.  A Polícia Civil está investigando o caso.

Edevaldo Costa se apresentou no 1º Distrito Policial ainda pela manhã de domingo dia 10 de Março  foi preso por feminicídio, cuja pena varia de 12 a 30 anos de cadeia. Ele relatou que havia visto a professora com outra pessoa e isso teria motivado o crime. No entanto, amigos de Nádia contaram que ele já vinha perseguindo-a, chegou a furar os pneus do carro dela e foi visto rondando a casa da vítima, o que reforça a tese de crime premeditado. Ele está em uma das celas da delegacia e deve passar por audiência de custódia, quando a Justiça irá decidir se o mantém preso.

A família de Nádia Sol mora em Campo Grande, cidade para onde o corpo será levado. Mas antes, por volta das 18h, amigos, colegas de trabalho e alunos, fazem o velório na capela Anjo da Paz, na rua Major Gama esquina com a Dom Aquino. Ainda esta noite, o corpo segue para a Capital.

Da redação

Foto Divulgação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here