OUÇA: Policia acredita que filho de PM foi executado por engano. O alvo era o Policial

Campo Grande(MS) – Desde 2017, Matheus Coutinho Xavier   de  19 anos cursava  Direito   na Universidade Católica Dom Bosco. Em nota de pesar, publicada nas redes sociais na noite de terça-feira (9), o Diretório Acadêmico Clóvis Beviláqua prestou solidariedade à família, e lembra da dor dos amigos e lamenta o “ato brutal” que levou o jovem. O acadêmico morreu na noite de terça feira  na porta de casa, atingido por tiros de fuzil, durante atentado que, segundo a Polícia Civil, tinha como alvo o pai de Matheus,  o capitão reformado da Polícia Militar, Paulo Xavier, de 47 anos.

No  Boletim de Ocorrência foi registrado pelo pai informa que  dois saiam  de casa as  seis da tarde  para pegar os irmãos de Matheus na  escola  de 14 e 12 anos.   O rapaz estava manobrando a camionete S10 para Paulo retirar o Ford K que estava na frente. Quando Matheus saiu da garagem, o veículo foi fuzilado com   7 tiros disparados contra ele. O delegado  Fábio Peró, fala das primeiras investigações. A policia disse que a munição usada na execução é  de grosso calibre..

Os moradores  do Bairro  Antônio Vendas  ficaram assustados e ninguém comentou o assassinato.  A policia busca ainda por informações em câmeras de segurança que possam ajudar na investigação. Câmeras de segurança da casa da família estavam desativadas desde reforma iniciada no ano passado, o que dificulta a investigação. Mas segundo Paulo Xavier, o veículo usado pelos pistoleiros é um “sedan de cor escura”.  Paulo Xavier de 43 anos é o pai de Matheus, ele foi em maio de  2009 na operação Las Vegas, que desarticulou uma quadrilha que explorava Jogos de Azar.

 

Da redação

Foto Divulgação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here