Ouça; Justiça suspende aumento Ilegal de vereadores de S. Gabriel, que daria R$150 mil

Campo Grande(MS) – A iniciativa que  favorece a população de São Gabriel é de Daniel Ribas, advogado residente em Dourados. Ele  já moveu ação popular contra uso de verba indenizatória contra vereadores de  Dourados,  Ponta Porã, Amambai,  Campo Grande. Em Antônio João, os vereadores foram processados por criação de cargos comissionados sem preenchimento de requisitos, em Angélica a medida judicial  é reajuste nos subsídios dos vereadores. Em Maracaju os vereadores da gestão passada também são questionados na justiça e devem  repor o que foi pago  de subsídios. Em Caracól ,Daniel Ribas questiona através de ação popular,  porque a prefeitura vendeu um imóvel com preço abaixo do mercado.

E no  início de Abril,  a Justiça de São  Gabriel Doeste  acatou ação judicial e determinou que os vereadores eleitos,  devolvam reajuste concedido em seus salários. Daniel Ribas, explica Caso os vereadores não acatem a decisão da  justiça, poderão pagar multa de R$  5 mil por dia e devolver o que receberam a mais. O reajuste foi de 6,46 %, parece pouco. Mas em quatro anos,  resulta em 150 mi. A justiça entendeu que o aumento foi ilegal e que o dinheiro pode ser usado em  favor da comunidade, de São Gabriel.

O  outro lado;  Os vereadores que reajustaram seus vencimentos de forma Ilegal  são,  Valdecir Malacarne, Fernando Rocha,  Rose Advogada, Ramão Gomes,  Luiz do Ferro Velho, Roberto Emiliani, Vagner  Trindade, Rosmar Alves,  Marcos Paz , Angelo Bahiano e  Rogério Rohr; Tentamos falar com o presidente do legislativo de São Gabriel Valdecir Malacarne. Ouça a reportagem da Rádiowebms.

João Flores Junior

Foto Divulgação.

4 COMENTÁRIOS

  1. 𝗜𝗡𝗙𝗢𝗥𝗠𝗘 𝗖Â𝗠𝗔𝗥𝗔 𝗠𝗨𝗡𝗜𝗖𝗜𝗣𝗔𝗟

    Conforme as informações divulgadas em um website e redes sociais, a Câmara Municipal de São Gabriel do Oeste informa que a revisão geral anual é legal e constitucional.

    De acordo com o mandamento Constitucional, a revisão geral anual do índice inflacionário, abrangendo todos os servidores públicos – efetivos e comissionados, e ainda os agentes políticos – Prefeito, Vice-Prefeito, Secretários Municipais e Vereadores, devem ser realizadas na mesma data, e assim foi feito.

    Considerando-se que a Lei nº 1.116/2018 tratou da revisão geral anual dos subsídios dos agentes políticos do Poder Legislativo, é certo que atendeu o comando Constitucional, 𝗻𝗮𝗱𝗮 𝘁𝗲𝗻𝗱𝗼 𝗱𝗲 𝗮𝘂𝗺𝗲𝗻𝘁𝗼 𝗶𝗹𝗲𝗴𝗮𝗹.

    Por fim, a Câmara Municipal, já ingressou com recurso no Poder Judiciário e não há nenhuma decisão definitiva com relação ao caso.

    Maiores informações:
    http://www.camarasgo.ms.gov.br/noticias/nota-de-esclarecimento-camara-municipal-de-sao-gabriel-do-oeste

  2. Cambada de vadio não fazem nada pela cidade e ainda querem almento vejo nas sessões so ficam descutindo se pode ou não fazer festas e quem tem culpa pelos incidentes mais não fazem um planejamento para a cidade rede de esgoto pra não alagar as ruas e ainda querem mais que 5 mil por mês vai aonde esse povo do ar condicionado devia ganha no máximo 2 salários (ja que alguns ai nem capacidade para assumir um cargo público tem)e sem privilégios com os trabalhadores das secretárias de obra.Bando de INÚTEIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here