OUÇA: Depois degradação do Taquari, poluição de Bonito ecoa pelo mundo

Campo Grande(MS) – Ricardo Eboli, presidente do Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, Imasul, reconhece os danos causados as  aguas cristalinas de Bonito, por causa do plantio de lavoura.  As áreas próximas aos rios  de Bonito, que deveriam ser preservadas,  foram trocadas da atividade da pecuária pela Agricultura,  o que deixou o  solo mais pobre. Ricardo Eboli considera a atitude  dos  empresários rurais como,  comportamento de mercado.

Sobre a situação dos rios de Bonito, o presidente do IMASUL  acha possível reverter a situação com a preservação das micro bacias no processo de assoreamento.  Outro desastre ambiental de magnitude mundial é a devastação do Rio Taquari que dura a décadas e ainda não está recuperado. Na avaliação de Ricardo,  O  Taquari poderá ser recuperado em 10 anos.

As declarações do presidente do instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, Ricardo Eboli foram feitas ao Giro Estadual de Noticias do Grupo Feitosa de Comunicação.

Da redação

Foto Silvio Andrade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here