Morre de infarto, o jornalista Paulo Henrique Amorim

Mais uma baixa para o jornalismo: o jornalista Paulo Henrique Amorim morreu aos 77 anos, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (10) vítima de infarto fulminante. No final do mês passado, o apresentador havia deixado o “Domingo Espetacular”, programa que comandava desde 2005, dois anos após chegar à Record TV. No seu currículo, Paulo Henrique apresentou ainda, no final dos anos 1990, o “Jornal da Band”, também comandado por Ricardo Boechat, vítima de um acidente de helicóptero em fevereiro.

Paulo Henrique também passou pela Globo e Manchete

A carreira do jornalista começou no extinto jornal “A Noite”, no começo da década de 1960. Em seguida, como correspondente internacional passou pelas revistas “Realidade” e “Veja”. Nascido em 22 de fevereiro de 1942, no Rio de Janeiro, Paulo Henrique dos Santos Amorim cobriu diversos fatos históricos como a renúncia do presidente Jânio Quadros (1961). Na televisão, integrou as equipes das TVs Globo e Manchete. Na Band, comandou ainda o programa “Fogo Cruzado”. Em seguida, foi para a TV Cultura e esteve à frente do “Conversa Afiada”, nome do blog que mantinha. Já em 2003, o jornalista chegou na Record TV. Na emissora paulista, o dono de bordões como “Olá, tudo bem!” apresentou o “Jornal da Record” e a revista eletrônica “Tudo a Ver”. Em 2013, Paulo Henrique foi condenado por ofender o também jornalista Heraldo Pereira.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here