OUÇA: Teresa já admite que os dados do INPE precisam ser trabalhados

Campo Grande(MS) – Teresa Cristina participou na segunda feira de encontro de Agronegócio  em São Paulo e foi questionada sobre a exoneração do diretor do Instituto nacional de Pesquisas Espaciais,  Ricardo Galvão  e sobre os dados dos desmatamentos na região Amazônica. Teresa disse que os dados do INPE precisam ser trabalhados.

O INPE faz a revisão anualmente sobre todos os dados de forma parcial, mês a mês,  a margem de erro contatado até hoje foi de 5 por cento. Teresa disse que vai  apresentar fundamentos um novo estudo, que é feito pelo instituto Butantã, sobre o uso de  10 pesticidas que não teriam margem segura, o estudo foi encomendado pelo Ministério da Saúde.A ministra disse que algumas dessas substancias aprovadas e liberadas pela Anvisa, Agência Nacional de Vigilância, são usadas em outros países.

A Agencia Nacional de Vigilância Sanitária liberou este ano 290 pesticidas, a continuar nesse  ritmo pode ultrapassar dados do ano passado quando foram liberados na administração do ex presidente Michel Temer,  total de  450 substâncias. Teresa Cristina participou do Agro Negócio Brasileiro em São Paulo Capital.

Da redação

Foto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here