OUÇA: Brasil é o último a deixar vacinação contra a febre Aftosa

Campo Grande(MS) – A informação é de Alessandro Coelho, presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, ele lembra, que a febre Aftosa, que atinge gado,  não existe á décadas em Mato Grosso do Sul, e que,  a contaminação da doença acontece também através do pasto. Para Coelho,  a área de fronteira  com a Bolívia e Paraguai preocupa. E deixa a  Agencia Sanitária de Animal e Vegetal, IAGRO   atenta.

O sindicalista disse ainda que a  retirada da Vacina contra a febre Aftosa ainda não consenso entre ruralistas. Para conseguir se permanecer no mercado de exportação de carne Bovina,  o MS  deve banir o uso da Vacina  contra a febre Aftosa. As declarações do presidente do sindicato rural de Campo Grande, Alessandro Coelho foram feitas ao programa Giro de Noticias do Grupo Feitosa de Comunicação.

Da redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here