Ouça; Empresário anuncia novos argumentos para implantação da CPI da Energisa

Campo Grande(MS) – O movimento popular “Energia cara não” quer que a Assembleia Legislativa aprove imediatamente a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI da Energisa, proposta pelo deputado Capitão Contar (PSL). Venício Leite  informa que grupo tem recebido muitos  pedidos e manifestações para engrossar o tom com os parlamentares que se recusam a investigar a  Energisa que ainda chega a cobrar mais de 300% de reajuste de tarifa de consumidores de Campo Grande e de cidades do interior de MS.

 A  Rádiowebms falou com Venício Leite, que  lembra que o deputado Felipe Orro(PSDB) tentou abrir uma CPI da Energisa agora com outro foco, a regularidade do relógio da Energisa, principalmente de  2018 á 2019

Outro questionamento é sobre a cobrança do ICMS sobre produção e  transmissão de energia. O empresário disse ainda sobre a cobrança da taxa de iluminação pública cobrada do consumidor em todo o Estado.

Ainda de acordo com Venicio Leite, o Procon, Orgão de Defesa do Consumidor recebeu  3 mil reclamações, relacionada ao custo da energia. A  CPI, de autoria do deputado Capitão Contar, tem o apoio  de 4 deputados  Antônio Vaz, Evander Vandramini, Lucas de Lima, João Henrique e Neno Razuk.

Outro Lado; Energisa esclarece que o valor da conta de luz está diretamente ligado ao consumo de energia elétrica, e que para minimizar o impacto na conta de luz é fundamental que o cliente acompanhe o seu consumo junto ao medidor de energia e saiba como usar de forma eficiente os equipamentos elétricos. E que, desde 2014, A Energisa já investiu c R$ 1,5 bilhão, ampliando e modernizando a rede de distribuição de energia. Ouça a reportagem da Rádiowebms.

João Flores Junior

Foto; Divulgação.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here