Ouça: Miséria atinge maior índice 13 milhões vivem com menos de R$144,00

Campo Grande(MS) – Dados da pesquisa Síntese de Indicadores Sociais, do IBGE mostram que mais de 13 milhões de pessoas vivem com menos de 144 reais por mês, valor definido pelo Banco Mundial como parâmetro pra analisar a miséria.

Índice de extrema pobreza no Brasil cresceu pelo quarto ano consecutivo e é o mais alto desde o início da série histórica. Em 2018, a taxa de desemprego caiu, mas o número de trabalhadores sem carteira assinada e por conta própria aumentou. 13 milhões e  500 mil Brasileiros vivem em condições de miséria. Para o presidente do centro de Politicas sociais da Fundação Getúlio Vargas, Marcelo Nerez, o Brasil está na contramão no combate á desigualdade social.

O analista da coordenação de  populações de indicadores saciais  do IBGE,  André Simões, destaca que essa população mais miserável é a que tem mais  dificuldades de entrar no mercado de trabalho. A taxa de desocupado caiu de 12,05%  em 2017 para 12.%  em 2018 ,mas teve aumento do trabalho informal e a diminuição de programa social de combate a pobreza.

De acordo com dados do IBGE os Estados  onde cresceram o índice de trabalho informal estão o Espirito Santo e São Paulo. Com informações da Rádio CBN.

Da redação

Foto Agência Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here