Ouça: Queimada no Pantanal requer medida preventiva para evitar ameaça ao Bioma

Campo Grande(MS) – Turvamento das  águas do Rio Formoso na cidade de Bonito ano passado deixou autoridades na área ambiental em alerta, sobre degradação do meio ambiente da cidade que é referência na preservação de meio ambiente  em Mato Grosso do Sul. O que aconteceu em Bonito nos remete a situação do Rio Taquari na cidade de Coxim, conhecido como o maior desastre ambiental na história do Mato Grosso do Sul, destaca o presidente do Instituto Homem Pantaneiro.

 Ângelo Rabello, presidente da entidade,  acompanha a situação do manancial hídrico de Bonito, Rabello disse de sua preocupação em depoimento concedido á Rádiowebms.

Em 2019 o Fogo consumiu mais de 1 milhão e Trezentas mil  hectares, na região do Pantanal em Mato Grosso do Sul. O maior de toda a área  e que colocou o  bioma  em estado de emergência.  Para  Angelo Rabelo, a queima controlada não é a  culpada pelo crescimento de focos na região pantaneira.

Ele lembra que o  manejo do fogo faz parte da cultura pantaneira há mais de cem anos.

A Rádiowebms falou com coronel Ângelo Rabello presidente do Instituto  Homem Pantaneiro.

joão Flores Junior

Foto Mariene Chianezi / Portal do MS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here