Operário apresenta elenco e a principal novidade é Rychely

Campo Grande(MS) –  Operário apresentou nesta quinta-feira (30) o elenco e comissão técnica que vão defender as cores do clube no Campeonato Sul-mato-grossense de Futebol em 2020. Além da equipe, também foram apresentados os patrocinadores e apoiadores do Galo nesta temporada. O time estreia neste domingo, às 15h, diante do seu torcedor no estádio Morenão contra a Pontaporanense.

Os integrantes da comissão técnica e os atletas que vão defender a camisa do Operário neste ano foram chamados um por um. Os principais destaques da apresentação, pelo longo histórico que já possuem nos campos, foram o atacante Rychely, campeão da Copa Libertadores em 2011 com o Santos e o meia Ávine, que já defendeu o Bahia.

Contudo, outros nomes tão importantes como farão parte do grupo montado para 2020 no Operário. Um deles é Igor Vilela, meia campeão estadual pelo Galo em 2018 e que retorna ao clube após passagem pelo futebol português, onde defendeu o Vilafranquense.

“Foi uma experiência fantástica para mim, não só dentro do campo, mas fora também. Espero trazer o que aprendi lá fora para cá, para o Operário, para ajudar meus companheiros. Tenho certeza que o trabalho está sendo bem feito e a gente vai ter dedicação para conquistar esse título novamente”, frisa Igor.

Já o experiente volante Rilber chega este ano ao Galo, mas já conhecendo bem o futebol local, já tendo defendido o Águia Negra e o Urso de Mundo Novo. “Agora para a estreia estou muito confiante. Foram 30 dias de muita entrega na pré-temporada e vamos buscar a vitória a todo momento. Nosso grupo é de muito caráter”, conta.

Técnico vai treinar pela primeira vez um time da Capital do MS (foto-ACS)

O comandante do Galo neste Estadual será o jovem Glauber Caldes, formado pela UEL (Universidade Estadual de Londrina) e com passagens pelas comissões técnicas de vários clubes, com mais destaque para o Vila Nova (GO) e o Novorizontino (SP). O Operário será sua segunda experiência como treinador da equipe principal. Ele ano passado passou pelo Costa Rica no campeonato estadual.

Hoje com 33 anos, mas quase 1/3 deles passados no “mundo da bola” fora de Mato Grosso do Sul, Glauber tem experiência suficiente que o gabaritam para o cargo e é conhecido por buscar sempre aplicar suas convicções teóricas na prática, com um jogo que valoriza a posse de bola, e tenta ser rápido nas transições.

“Nossa expectativa é a melhor possível para esse campeonato. Não podemos fugir da responsabilidade que o Operário tem e sempre terá de disputar o título, não vamos nos privar desse peso e dessa responsabilidade”, comenta Glauber, que completa.

“Pensando nisso, fizemos uma boa pré-temporada, trabalhamos bastante no nosso dia a dia, sol a sol. Acreditamos que montamos um grupo competitivo e totalmente capaz de cumprir os objetivos a qual nos propomos cumprir”, finaliza.

Com assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here