OUÇA: Decisão sobre mudança no calendário pode sair na próxima semana.

Campo Grande(MS) A solicitação é do presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul, ASSOMASUL através do  o prefeito de Nova Alvorada do Sul, Juvenal Neto. Ele teve encontro  com o governador Reinaldo Azambuja na manhã de quarta feira  solicitou o adiamento do ano letivo por causa da chuva que  destruiu pontes e estradas em vários cidades. Caso o governo acate a solicitação, as aulas deverão começar no dia 29 de fevereiro, 15 dias depois da  data que já consta no calendário oficial da Secretaria de Educação.  A mudança afeta ano letivo de escolas estaduais.   Em nota a direção da Federação dos Trabalhadores em Educação,  FETEMS informa que é contra a medida porque vai prejudicar tanto alunos quanto os trabalhadores e que condições e recuperação de estradas é de competência administrativa das cidades e do Estado.A secretaria de Educação, Maria Cecília Amêndola da Motta,  disse que problema envolve toda a sociedade e explica.A secretaria de Educação trabalha na produção de dois calendários..

 

Não será possível trabalhar com dois calendários, pois atrapalharia todo o processo pedagógico. A decisão sobre o atraso no ano letivo deve sair na próxima quarta feira, até la Maria Ceília Amêndola da Motta espera que a chuva diminua e a recuperação das estradas vicinais possa ser feita. Ouça a secretária de Educação, Maria Cecília Amêndola da Motta, pela Rádiowebms.

 

João Flores Junior

Foto Divulgação.