OUÇA: GAECO prende procurador da Câmara por porte ilegal de arma.

Campo Grande(MS) – O procurador jurídico da Câmara Municipal, André Scaff,  foi preso por porte ilegal de arma de fogo. A prisão foi feita por dois policiais do  Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) que  cumpria mandados de busca e apreensão na casa do servidor, quando foram encontradas 15 munições de arma de fogo calibre 38. Scaff precisou ser encaminhado à Depac Delegacia de Pronto Atendimento.  Delegado Emilton  Zalla, disse que o  procurador-jurídico foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Aos policiais, o procurador confirmou que possui as munições, mas nega que tenha o revólver. O procurador não explicou o motivo de ter as munições. Mais cedo, agentes do Gaeco, fizeram buscas e apreensões no gabinete de Scaff na Câmara Municipal. De lá, saíram com um malote com documentos e o procurador foi encaminhado à delegacia. A suspeita era de que ele seria encaminhado ao Gaeco. Andre Scaff  foi secretário de Finanças do prefeito afastado Gilmar Olarte. O procurador jurídico do Legislativo Municipal, Gustavo Lazzarini  disse, mais cedo, que a operação é específica sobre o procurador e não envolveria vereadores. Gustavo Lazzari reafirma que não há informações sobre coffe Break ou Lama asfáltica. 

Ouça o  procurador Jurídico da câmara de Vereadores Gustavo Lazzari, pela Rádiowebms, O Ministério Público de  Mato Grosso do Sul, instituição a qual o Gaeco é subordinado, não divulgou informações sobre a operação,   e  que as buscas ocorreram na Câmara e em “outros pontos da cidade . O presidente da Câmara, João Rocha (PSDB), disse que vai se inteirar do assunto antes de emitir um posicionamento.

 

 

João Flores Junior

Foto Divulgação