OUÇA: Pesquisadora diz que lei que permite aborto aos três meses favorece mulheres com recursos.

Campo Grande(MS) –  Ministros do Supremo Tribunal Federal entenderam que o aborto até terceiro mês de gravidez não é crime. A decisão foi para um caso específico no Rio de Janeiro e pode influenciar juízes em todo o brasil. Miriam Pilar Grossi Professora e Pesquisadora do Centro de Filosofia e Ciência Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina,  esteve em Campo Grande ano passado para uma palestra na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, e comentou ser uma avanço a medida dos Ministros.

Em Campo Grande uma Clinica da falecida enfermeira Neide Motta, fazia abortos não autorizados.   Mirian Grossi compara o aborto  ao  casamento entre duas pessoas do mesmo sexo cuja a autorização ainda depende do juiz.Miriam destaca que a legislação do aborto é atrasada e conta com forte pressão para voltar a traz. E destacaA França aprovou a  lei do aborto na década de 70 e no Brasil as mulheres ainda estavam sob o regime militar.

 

Miriam Pilar Grossi Professora e Pesquisadora do Centro de Filosofia e Ciência Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina disse que do que medida só favorece  mulheres que tem recursos. Ouça, a opinião de Miriam Grossi pela Rádiowebms.

 

Da redação

Foto Divulgação.