Anac suspende certificado de 46 aviões durante operação em MS

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) suspendeu o certificado de aero navegabilidade de 46 aviões, que voavam não só em Mato Grosso do Sul, mas no Rio Grande do Sul e Paraná, conforme mostra o inquérito da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco).

A polícia e a Anac fizeram nova vistoria no último dia 28 de março de 2016 em peças apreendidas durante a operação Ícaro, deflagrada em outubro de 2015. A operação investigou possíveis furtos de peças de aviões e um esquema de oficinas clandestinas do ramo na cidade.

 

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) suspendeu o certificado de aero navegabilidade de 46 aviões, que voavam não só em Mato Grosso do Sul, mas no Rio Grande do Sul e Paraná, conforme mostra o inquérito da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco).

A polícia e a Anac fizeram nova vistoria no último dia 28 de março de 2016 em peças apreendidas durante a operação Ícaro, deflagrada em outubro de 2015. A operação investigou possíveis furtos de peças de aviões e um esquema de oficinas clandestinas do ramo na cidade.


Em outubro deste ano, pelo menos três acidentes aéreos foram registrados em Mato Grosso do Sul. Uma pessoa morreu. Segundo a Anac, em 2014 foram 6 acidentes aéreos, sendo dois fatais. O levantamento não considera ocorrências que envolveram atos ilíticos, aeronaves experimentais, operações policiais ou aeronaves de matrícula estrangeira.

 

O primeiro deles em 21 de janeiro, em Campo Grande, durante voo de instrução. Em 12 de fevereiro, outra aeronave sofreu acidente, em Chapadão do Sul, onde uma pessoa morreu. No dia 4 de abril, um acidente aconteceu em Corguinho. No dia 23 de abril, outro acidente foi registrado em Taquarussu.

Em junho, no dia 7, o baixo nível de combustível provocou outro acidente em Nova Andradina. Em 6 de dezembro, outro acidente foi registrado em Campo Grande, quando outra morte foi registrada.

 

Fonte:G1.MS

 

Magali Flores