Aumenta em 67% apreensão de celulares em presídios de MS

Campo Grande (MS)- O número de celulares apreendidos nas penitenciárias de Mato Grosso do Sul em 2015 teve aumento de 67% em relação ao ano anterior.

Conforme dados divulgados pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), só no ano passado, 2473 celulares e 3297 chips foram encontrados com os internos. Em 2014 foram 1474 telefones e 1270 chips.

Balanço divulgado pela Agepen aponta ainda para apreensão de armas e drogas nas penitenciárias.

Ao todo, 140 armas artesanais foram encontradas com os internos no ano passado. Deste total, 109 só na Penitenciária Estadual de Dourados, a 225 km de Campo Grande. 

No Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, popularmente conhecido como Máxima, foram localizados mais de 84 kg de maconha de janeiro a dezembro de 2015. Em outras unidades do Estado, as apreensões totalizaram 30 kg. 

Outras drogas como cocaína, haxixe, compridos de êxtase e pasta base também foram encontradas, mas em menor proporção. 

 

Em entrevista à assessoria de imprensa da Agepen, o diretor-presidente do órgão, Ailton Stropa Garcia pontuou que a entrada de drogas, celulares e outros objetos proibidos acontece em decorrência de algumas restrições nas revistas pessoais, além da proximidade dos presídios do perímetro urbano. Correio do Estado