Depois de Agentes, policiais Civis terminam greve.

Campo Grande(MS) O término da greve foi decidido, em assembleia na tarde de sábado(07/05), e a maioria aceitou a  proposta do Governo do Estado. O sindicato da categoria destaca  avanço na negociação e foi dado mais um voto de confiança ao governo do Estado. Por isso, no momento, não será preciso a realização de uma greve, definitiva segundo a nota do .  Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-MS). Investigadores e escrivães ressaltaram na reunião  que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) precisa cumprir com promessas de campanha com relação à Polícia Civil. O Sinpol-MS destacou que nesta segunda-feira (9/05) encaminhará documento com algumas exigências,  sem anunciar detalhes “O reajuste não foi de acordo com a expectativa e não cobre a perda inflacionária do período, mas ainda acreditamos que a administração estadual honrará suas promessas firmadas tanto na Carta Compromisso quanto nesse novo documento que foi apresentado”, disse o presidente do sindicato, Giancarlo Miranda. Na quinta-feira (5), em torno de 2 mil policiais civis fizeram paralisação no Estado como forma de advertência.

PROPOSTA

Inicialmente, o governo do Estado ofereceu abono de R$ 200 para todas as categorias. O sindicato dos policiais civis exigia reajuste acima dos 10% e salário inicial da carreira em R$ 5 mil, enquanto atualmente está em R$ 3.668,00. Outros pedidos estavam relacionados ao fim da custódia de presos e melhorias na estrutura da corporação. As novas bases de negociação não foram divulgadas por ambas as partes. Os policiais queriam  16% de reajuste relacionado do índice da inflação dos últimos dois anos.  

 Da redação

foto Divulgação.