Em cinco anos apreensões de drogas no Estado aumentaram mais de 426%

Campo Grande (MS)- Mato Grosso do Sul é o estado que mais apreende drogas. Ao longo de 2015 as polícias tiraram de circulação mais de 276 toneladas de drogas, batendo o próprio recorde de apreensões que foi de pouco mais de 228 toneladas em 2014.

Dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) apontam que nos últimos cinco anos as apreensões de drogas cresceram 426,2%, saltando de 52,6 mil quilos em 2010 para 276,8 toneladas em 2015, graças à intensificação do trabalho preventivo e repressivo realizado pelas polícias em todos os municípios, especialmente na faixa de fronteira.

Em Campo Grande as apreensões de drogas passaram de 6,3 toneladas em 2010 para 28,5 mil quilos no ano passado. O recorde de apreensões na capital foi em 2013, quando as polícias tiraram de circulação 54,8 toneladas de drogas. Para o comandante da Polícia Militar Rodoviária, coronel Waldir Acosta Ribeiro, o trabalho nas estradas está impedindo que as drogas cheguem às cidades.

“A inteligência aliada a técnicas apuradas de patrulha permitem a identificação dos veículos de transporte e a apreensão das cargas antes que elas cheguem às cidades, não só de Mato Grosso do Sul, mas de todo o país freando e descapitalizando o tráfico”, explica o comandante da Polícia Militar Rodoviária que só no ano passado apreendeu 77 toneladas de drogas nas estradas do Estado.

 

Nos 44 municípios que fazem fronteira com o Paraguai e a Bolívia, de onde saem praticamente todas as drogas apreendidas no Estado, há o policiamento de recobrimento feito pelo Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e a Polícia Militar Rodoviária.