Fiúza disputa Sidrolandia nem que seja sob liminar; E conta com o PDT e PTB.

 

 

Campo Grande(MS) – Dados do Tribunal de Contas do Estado anunciados nesta  terça-feira, dia 5 de julho, apresenta uma  lista com nomes de ex  gestores com contas rejeitadas e que podem ficar inelegíveis por 8 anos com base na lei da ficha limpa. O ex-prefeito Daltro Fiúza, pré-candidato a prefeito do PMDB, aparece na relação,  com duas contas rejeitadas, uma delas, referente ao exercício de 2008 da sua gestão. O documento é de conhecimento do  Tribunal Regional Eleitoral, e está  previsto na legislação eleitoral, que dá como prazo final o 5 de julho, 30 dias antes de terminar o prazo para os partidos realizarem as convenções. Como a Câmara Municipal não julgou as contas de Daltro com parecer prévio do TCE pela rejeição, a decisão  final sobre o registro de uma eventual candidatura de Daltro, será da Justiça Eleitoral.

Na segunda-feira(04/07) o ex-prefeito, acompanhado de dirigentes do PMDB, se reuniu com á direção municipal do PDT. Garantiu que vai recorrer á todas as instâncias judiciais para garantir sua candidatura. Fiúza disse que entra na disputa mesmo sob liminar. O ex-prefeito conta por enquanto conta com o apoio do PR e PTB, diz que pretende agora se dedicar a ampliar o arco de alianças para apoiar sua candidatura.

A reunião com os pedetistas durou três horas e aconteceu no  escritório de advocacia do vereador David Olindo, presidente da Câmara Municipal e reuniu, além dos parlamentares da bancada, o empresário Moacyr Almeida, pré-candidato a prefeito pelo PDT. Ao sair da reunião, Fiuza se mostrou otimista na corrida eleitoral. Fiuza era prefeito de Sidrolandia antes do Tucano Ari Basso, que concorre a reeleição. Com informações do Regiões News.

Da redação

 

Foto: Regionaldo Mello / Regiões News.