Governo destinará R$ 1,6 bi para saúde indígena até o fim do ano

Campo Grande (MS)- A saúde indígena deve receber R$ 1,6 bilhão, até o final deste ano, o que significa o maior investimento de recursos desde que o Ministério da Saúde passou a gerenciar a área.

Até o começo de 2010, as iniciativas de atenção à saúde indígena e as ações de saneamento ambiental em terras indígenas eram competências da Fundação Nacional da Saúde (Funasa).

Desde que foram criadas áreas específicas dentro do Ministério, menos pacientes indígenas têm sido encaminhados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Os recursos repassados são destinados à compra de equipamentos que facilitam o atendimento fora das zonas urbanas como barcos, geradores de energia e motores de popa.

O programa Mais Médicos também tem contribuído para a melhoria e ampliação dos cuidados com a saúde indígena. Com o programa, o número de médicos atendendo nos distritos indígenas passou de 247 para 582, sendo que 315 atuam diretamente nas aldeias.

Com o aumento do atendimento das consultas de pré-natal, por exemplo, a taxa de mortalidade materno-infantil caiu nas comunidades indígenas. Agência Nacional