OUÇA: Governo anuncia concurso público para agente escrivão e delegado em junho.

Campo Grande(MS) – Mato Grosso do Sul tem 23 cidades onde a delegacia não tem delegado responsável.  O  pode causar atraso em investigações e demora na elaboração de boletins de ocorrência e na tramitação de outros processos burocráticos. Até ano passado,  19 cidades contavam com delegados. A informação é do  secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa. Ele participou de entrega de mais de 100  Carros  na  Praça do Rádio, na tarde de sexta feira. Barbosa confirma a necessidade de realização de concurso púbico na Policia Civil, o edital deve ser anunciado em  junho.José Carlos Barbosa  disse ainda que 120  aprovados no concurso  da Agencia Penitenciária Estadual  devem ser chamados para ocupar cargos públicos. Obre os Distritos de Anhanduí em Campo Grande e Vista Alegre em Maracaju, onde a comunidade tem que se deslocar para fazer boletim de ocorrência m porque nas localidades não existem delegacias

 

O edital deve ser publicado em junho, depende da Secretaria de Administração e Desburocratização. O déficit é ainda maior tratando-se de outras funções dentro da polícia judiciária. A estimativa é que faltam 300 escrivães no Estado e 400 investigadores. São 100 vagas para investigador, 80 para escrivão e 30 para delegado. Os salários previstos são R$ 14.229,49 para delegados e R$ 3.668,17 para as demais funções.O Estado não realiza concurso para a Polícia Civil há mais de três anos e em 2015 houve formação de 166 investigadores e 24 papiloscopistas para serem distribuídos entre as 79 cidades de MS. O déficit de 700 policiais civis é estimado pelo Sindicato dos Policiais Civis de MS.

 

Da redação 

Foto Divulgação.