Conselho de Ética aprova relatório que recomenda a cassação de Delcídio.

Conselho de Ética do Senado aprovou, hoje (03/o5), recomendação de cassação de Delcídio do Amaral. Foram 13 votos sim, nenhum não e uma abstenção, do presidente do colegiado, senador João Alberto Souza (PMDB-MA).Processo segue para a Comissão de Constituição e Justiça, que terá um prazo de cinco sessões para analisar aspectos constitucionais, legais e jurídicos do processo. Em seguida, o relatório de Telmário Mota tem de ser votado pelo plenário da Casa.

A defesa do senador pediu que punição máxima seja a perda temporária do mandato. Argumenta que não foi cometida irregularidade grave, punível com perda definitiva de mandato.Em meio à sessão, o relator relembrou a gravação divulgada pela Procuradoria Geral da República na qual Delcídio oferece R$ 50 mil à família de Nestor Cerveró para tentar convencer o ex-diretor da área internacional da Petrobras a não fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF). Na visão de Telmário Mota, o ex-petista priorizou interesses próprios.”O representado [Delcídio] ignorou seus deveres constitucionais e colocou seus interesses em primeiro lugar”, avaliou o relator.

 

 

 

Fonte: Agência Brasil.

Foto; Pedro Ladeira/ Folha Press