Goleiro disse que foi vaiado, 21 dias depois de sofrer ataques racistas.

0