Soldados e Bombeiros rejeitam proposta do governo; Policiais Civis mantém greve.

Campo Grande(MS) – A decisão saiu depois de assembleia realizada na noite de quarta feira (04/05), quando Policiais militares e bombeiros de Mato Grosso do Sul rejeitaram proposta de reajuste encaminhada pelo Governo do Estado, que previa aumento de 13,13% no salário para soldados nível I e 10% para cabos até 2018.

De acordo com a Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar (ACS), os servidores entregarão uma contraproposta nesta  quinta feira905/05) ao secretário estadual de Governo Eduardo Riedel. Na contraproposta, os militares pedem que o aumento de 13% proposto pelo Governo apenas para cabos e soldados também seja concedido aos sargentos e subtenentes. Outra reivindicação é com relação ao pagamento, que seria feito com R$ 200 em forma de abono e a categoria pede que seja acrescido no subsídio. Da proposta encaminhada pelo Governo, foi mantida o aumento no nível de salário do soldado com relação ao do coronel em 20% até 2018, índice que atualmente é de 15,1%, e a criação do sétimo nível, que consiste em aumento de 5% para o policial e bombeiro que completar 30 anos de serviço.

 Nesta quinta feira acontece greve de advertência dos policiais Civis e dos agentes penitenciários em todo o Estado.

O Outro lado; O governador Reinaldo Azambuja disse que o Estado negociou no limite da responsabilidade e que a instituição pode promover mediddas jurídicas para manter os serviços essenciais a população.

 

 

 

Da redação