Ouça: Bolsonaro se desgasta, e tenta com Centrão evitar pedido de impeachment

Campo Grande(MS) – Na analise do  sociólogo Paulo Cabral, concedida a Rádiowebms, o governo Bolsonaro está ladeira abaixo. O professor Universitário, relembra das medidas que provocam o caminho para o pedido de afastamento do atual presidente Jair Bolsonaro, o ultimo deles considerado uma bomba que foi a saída do Ministro da Segurança Pública e Justiça Sérgio Moro, que deixou o posto depois de pronunciamento grave e que compromete  a permanência do  “ Capitão”  no Cargo.

Cabral destaca que depois da Pandemia, vem, saída do Mandetta, que teria contrariado a posição do presidente. O sociólogo lembra ainda que a ex presidente Dilma Rousseff(PT) foi  destituída do carpo por causa das pedaladas fiscais e que Bolsonaro  já tem motivos graves para receber processo de saída do posto.

Para Paulo Cabral, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia não daria prosseguimento ao pedido de afastamento de Bolsonaro por causa da Pandemia da Covid 19 e que anuncia que, Teresa Cristina(DEM) atual Ministra da Agricultura e Pecuária,  e Paulo Guedes, da pasta da Economia,  podem ser os próximos, se desagradarem o presidente Jair.

Cabral diz que o presidente pode não ter sucesso com ao chamado Centrão, para conseguir ter base na Câmara na tentativa de evitar o pedido de impeachment. Mas o afastamento do presidente não é tão fácil quanto parece, saiba porquê, ouvindo a fala de Paulo Cabral pela Rádiowebms.

João Flores Junior

Foto Erônemo Barros / Semana On